meu-amigo-refugiado

Este projeto, ancorado em um site, propõe que um refugiado que vive no Brasil seja convidado e possa levar a família dele para passar a ceia do dia 24 ou o almoço do dia 25 com uma família brasileira. O refugiado convidado deverá levar para a família um prato para a ceia, típico do seu país.

O projeto nasce do insight de que é difícil, para alguém que busca refúgio e busca reconstruir a vida num novo país, criar novos laços. A ideia é aproximar os brasileiros dos quase refugiados. Trata-se de uma iniciativa da Migraflix, ação social que promove a integração de refugiados e imigrantes, baseada em workshops culturais e atividades ministradas por eles para brasileiros. A criação é da NBS com apoio de mídia da Posterscope.

nome-mazen

 Já estão cadastrados na plataforma 13 refugiados em São Paulo e dois no Rio. Entre eles, uma síria, um cubano, um palestino e dois da América do Sul, um colombiano e um venezuelano.

O vídeo apresenta um pouco mais da proposta, que pode ser acompanhada em mais detalhes no site.

large_parley-for-the-oceans-adidas-shirts

A Adidas lançou uniformes de futebol ecológicos para duas de suas maiores equipes de futebol, Bayern de Munique e Real Madrid, como parte de sua parceria com o grupo de conservação oceânica Parley. As novas camisas foram feitas de detritos de plástico marinho que passou por um processo de upcycling. Perto da gola as novas camisas levam na parte de dentro a inscrição ‘para os oceanos’.

A marca tem outros produtos, como tênis, feitos desta parceria e conta um pouco do processo no vídeo abaixo:

screen-shot-2016-09-13-at-2-18-50-pm

Mais de 80% da população da Costa Rica tem sangue tipo O. Por isso, quando alguém de outro grupo sanguíneo (A, B ou AB) precisa de sangue, a probablilidade de conseguir é muito baixa. A ideia da Leo Burnett Costa Rica foi usar o fluxo turístico intenso do país para abastecer os bancos de sangue do país oferecendo aventuras em troca de sangue. Vale conferir o videocase:

gHDpink

A marca de produtos para cabelo GhD (Good Hair Day), que fabrica chapinhas, escovas e secadores, lançou uma campanha para pacientes com câncer em tratamento quimioterápico para falar sobre como conviver com os cabelos (e a ausência deles) nesta fase. Criou uma série de tutoriais e dicas dentro de uma campanha batizada de “You Are Not Defined By Your Hair”. Vale conferir o site e o projeto como um todo que este ano  tem como meta destinar £10 milhões da venda de seus produtos da linha Electric Pink para ONGs que trabalham em suporte ao câncer de mama.

volksparking-2

Este projeto criado pela VW na Bélgica visa transformar espaços ociosos em estacionamento em mini quadras de basquete. Em parceria com o MIT criou tabelas que com um sistema de sensores que as desloca junto com as redes de proteção para as vagas não ocupadas no momento. Vale a pena ver o vídeo e conferir o site.

Skittles-Give-the-Rainbow-Pack-1200x800

Para promover o seu apoio à Parada do Orgulho LGBT de Londres a marca Skittles, que tem seus confeitos coloridos e um arco-íris na embalagem, lançou uma edição limitada com embalagem em preto e branco e confeitos apenas brancos de modo a não ofuscar o arco-íris que merece atenção. Vale conferir o vídeo e a ação da Adam & Eve DDB.

Screen Shot 2016-06-22 at 1.39.28 PM

Quando se ganha um leão em Cannes em geral se faz cópias deles para quem participou e o preço de cada leão de ouro adicional gira em torno de US$ 1500. A proposta da Liz Loudy e a Casey Schweikert da BBH New York foi que, ao invés de inflar o ego com mais um leão, as pessoas pudessem transformar este ato numa ação bacana em apoio à vida.

A proposta é que os vencedores dos leões de ouro comprem uma Can Gold, uma lata que representa alimentos para 33 crianças, com toda a operacionalização feita pela Action Against Hunger. A lata com o nome gravado funcionaria em substituição ao leão de ouro. Funciona também para quem não ganhou mas deseja apoiar.

A ideia é ótima. Acho sensacional ver gente em Cannes realmente preocupada com algo para além de holofotes e borbulhas. Enchendo auditórios para ouvir boas palestras. Sintonizados com a ideia de encarar a comunicação como uma plataforma de transformação.

Penso que seria excelente ver profissionais e agências do nosso mercado apoiando esta iniciativa e pensando em projetos assim.

 

 

Screen Shot 2016-04-18 at 8.53.41 AM

Imagina que, assim como todas as agências, a sua também quer ganhar prêmios e fazer projetos que lhe tragam visibilidade. Agora imagina que a sua agência tenha um comprometimento com a mudança e que busca usar este tempo e estes recursos para criar projetos que façam o bem. É assim que eu enxergo este projeto feito pela NBS em parceria com a empresa de mídia exterior Posterscope. Um projeto ganha-ganha: ganha a agência, ganha o cliente, ganha o consumidor. E ganha também a publicidade, que abraça seu papel social.

O Painel Mata Mosquito é uma peça de mobiliário urbano equipada com uma combinação de tecnologias que atraem e matam o mosquito Aedes Aegypti que transmite a dengue, a zika e a chikungunya.

painel_divulgacao_03

Dentro do painel existe um dispositivo que libera ácido lático e gás carbônico para simular o suor e respiração humana, luzes fluorescentes e negra para potencializar a atração e um sugador que captura o mosquito dentro da peça, onde ele morre de desidratação. O potencial de captura é grande por que o mosquito voa entre 1 e 20 metros do chão e os gases liberados atraem os bichos num raio de até 4 km da peça. Por isso a escolha do mobiliário urbano como plataforma (não funcionaria num outdoor ou front light). A escolha dos locais de instalação do painel também potencializa a captura, pois foram feitas de acordo com incidência de casos de dengue.

Mais interessante ainda é que o projeto criado pela NBS em parceria com a empresa de mídia exterior Posterscope é Creative Commons e conta com instruções em Português e Inglês para que qualquer um possa criar e instalar o seu painel mata mosquito. Considerando que a OMS já declarou que a emergência da zika é global, não duvido ver este projeto sendo replicado em outras partes. É também um projeto aberto que aceita sugestões de quem acha que pode melhorá-lo.

Vale a pena conferir o vídeo produzido pela Cinerama Brasilis com trilha da Sonido:

 

todasasfamilias

Para mim esta não é uma campanha da NBS para o Houaiss. É um projeto criado pela agência no intuito de promover mudança. E merece ser visto com cuidado por todos nós que sonhamos e trabalhamos para uma publicidade mais representativa e transformadora.

No ano passado, a Câmara aprovou o Estatuto da Família, que define “família” como exclusivamente sendo composta por pai, mãe e filhos. Qualquer outra configuração não é considerada. A NBS e o Grande Dicionário Houaiss, em parceria com a CEDS RJ (Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual), iniciou um movimento de pressão popular para incentivar a revisão do Estatuto: vão mudar o significado de família no dicionário.

Através do site www.todasasfamilias.com.br, qualquer pessoa poderá enviar a sua definição pessoal de família. A partir de todas estas visões, o dicionário Houaiss aceitou o desafio de criar um significado único para ser colocado na sua próxima edição, fazendo com que as novas gerações conheçam um significado de família mais democrático, abrangente e sem preconceitos. A versão online do dicionário será alterada assim que o projeto for concluído. E a próxima publicação impressa já terá a nova definição.

A campanha conta com o compartilhamento do vídeo usando a hashtag #todasasfamilias e os depoimentos no site do Projeto para chegar ao maior número possível de pessoas, democratizando a nova definição da palavra.

Confiram o filme:

THUMB_MOMENTS
Eu adoro projetos que usam a força da comunicação para o bem. E este projeto criado pelos criativos Lucas Zaiden e Rodrigo Linhares é um deles. Como resposta aos ataques terroristas recentes (como Bruxelas e Paquistão), eles criaram uma plataforma social que conecta pessoas comuns que, articuladas, podem fazer a diferença.
Momentofsilence.global é uma plataforma social que conecta doadores potenciais a ONGs específicas: cada vez que uma tragédia global acontecer basta entrar na plataforma que ela irá informar quais ONGs estão ajudando a causa diretamente. A plataforma será constantemente atualizada.
Os usuários podem gravar e compartilhar seus “minutos de silêncio” usando a #momentofsilenceglobal no instragram ou através do próprio site. Empresas então podem ‘comprar’ essas minutos de silêncio como uma doação, escolhendo ONGs que quiser ajudar. Qualquer pessoa pode doar para as ONGs que estão na plataforma: o dinheiro vai diretamente para elas.
Além de Lucas Zaiden e Rodrigo Linhares, o projeto contou com o apoio de criativos de outros países, comoThiago Reis, David Vieira, Bruno Ponzini e Icone Audio & Video. Vale conferir.

Confiram abaixo este filme da FCB Inferno de Londres para contar esta história real de um dos baristas mais amados da iniciativa Change Please, que dá aos moradores de rua a oportunidade de se tornarem baristas e trabalharem em coffee trucks em Londres, mudando suas trajetórias. Aproveita e conhece mais sobre o projeto aqui e […]

O Walmart ofereceu para algumas crianças a oportunidade de pegar qualquer brinquedo da loja e decidir se elas ficariam com o presente ou doariam para uma criança com menos oportunidades. 80% delas optaram em fazer a doação. O filme faz parte da campanha #FillTheTruck da Walmart para a Salvation Army que solicita doações de brinquedos […]

Water Is Life é uma organização sem fins lucrativos. Sua última campanha ‘heist’, criada pela agência Deutsch N.Y. roubou algumas street arts de Kibera, no Quênia – descrita como a maior e mais violenta favela da África. As peças foram criadas por JR e instaladas nos telhados das favelas há cinco anos, e valem milhões […]

A marca TOMS ficou conhecida mundialmente pelo seu jeito de fazer negócios, calcada na estratégia ‘One for One‘. Nela, a cada alpargata vendida pela marca, outra é doada a uma criança pobre que anda descalça. Desde 2006 a marca já distribuiu 35 milhões de pares de sapato em mais de 70 países. E desde 2007 a […]